Key Largo

Se você estiver pensando em ir para Key West a cidadezinha mais famosa ao sul do Caribe dos EUA, passe e se possível pernoite em Key Largo, fica no caminho e é igualmente linda. Ela fica a 120 milhas de Miami, através da US1 Flórida (Overseas Highway) que interliga a cadeia de ilhas Flórida Keys,  é composta por ordem de Key Largo, Islamorada, Marathon, Big Pine Key e Key West. É possível chegar às Keys via avião, lancha super rápida ou carro. Porém o passeio pela highway por si só já possibilita uma visão panorâmica de beleza cênica local. Quanto mais distante do continente, mais “azulzinho” fica o mar. São três horas de asfalto lisinho, sem trânsito, buracos ou pedágios.

Por vezes o mar vai estar verde ou praticamente transparente. Vale a pena sair um pouco das compras e do glamour de Miami e dar um pulinho no paraíso, como o slogan local diz: “Paradise Has Never Been Easier to Reach”. A estrada é toda sinalizada, mas claro que um GPS sempre ajuda. Já estando nas Keys você pode alugar barcos e carros por algumas horas, dias ou temporada.

Interessante reparar na aparente harmonia com que a região adequou a sociedade ao meio ambiente, com relativa preservação ambiental em meio a pontes (novas e abandonadas), aterros e canais construídos. A estrutura urbana da região é bem marcante. Em alguns povoados as casas possuem rua na frente e deck nos fundos.

Saímos de Miami bem cedo para aproveitar as diversas cores do mar provocadas pelos diferentes ângulos da luz do sol enquanto passávamos pela highway. Importante dizer que depois da saída do continente até Key Largo não tem onde parar. São mais ou menos quarenta minutos sem posto ou lanchonetes, então por isso esteja com o carro abastecido e sem fome.

Paramos em diversos pontos de observação no caminho. Alguns são apenas estacionamentos antes das pontes e outros possuem espaços mais acanhados. Em quase todos era possível entrar na água quente e transparente. Além de belas fotos, pudemos observar bem de pertinho diversos pássaros, tartarugas, algumas lindas iguanas e pequenos lagartos verdes.

Ficamos no Hotel Bayside Resort, é simples, mas está bem localizado. Em frente ficam as farmácias CVS, Wallgreens e um Burger King e próximo tem uma loja Dolar Tree. Anexo ao hotel tem um restaurante e um deck onde são realizadas cerimônias de casamentos.

Os hotéis econômicos, assim como em Miami, apresentam poucos serviços, qualidade duvidosa e pecam um pouco no atendimento e limpeza. Mesmo não sendo nada baratos, os hotéis da região possuem internet intermitente, café da manhã fraquíssimo e certo desdém com os turistas.

Poucos sabem dar boas informações e dicas, não possuem muito paciência com inglês “macarrônico” e em nenhum encontramos atendimento português. Algumas vezes presenciamos turistas europeus (sem inglês) bem perdidos. E ao contrario de Miami, poucos moradores e atendentes locais falam espanhol.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s