Lagoa da Pampulha

Uma das mais famosas lagoas do Brasil fica em BH, a Lagoa da Pampulha é um marco das inovações urbanísticas presentes no Brasil a partir dos anos 40. Vale uma observação, BH apesar de muitos atrativos ainda demonstra pequenas falhas na hospitalidade, desde os preços de produtos e serviços de turismo, locomoção para turistas e sinalização, portanto como já dissemos planejar bem a viagem e alugar um carro em BH talvez seja mais cômodo. Como qualquer cidade grande que escolheu o carro como meio de transporte principal, na Pampulha e arredores é difícil estacionar e quando encontramos vagas temos novamente nossos “amigos flanelinhas cadastrados”, a maioria com cara de poucos amigos e  com extorsão de preço.

A Lagoa da Pampulha é bem grande, mas é possível circundar com tranquilidade de carro e para quem gosta de pedalar tem ciclovia ou espaço compartilhado com os carros. Não vimos nada que nos deixasse inseguro, porém, além de ser um caminho bem longo, tem alguns trechos que são digamos “não bonitos”. A parte que concentra a Toca da Raposa (casa do time Cruzeiro onde é possível agendar visita), o Parque Ecológico da Pampulha e a Fundação Zoo-Botânica de BH, é uma dessas zonas não tão bonitas. Sem muitos serviços turísticos, vale à pena passar e conhecer a estrutura de lazer dos locais que são voltados para o morador e não tanto para o turista. É um bom local para caminhar ao livre em meio à paisagem natural.

Continuando a volta pela lagoa começam as partes mais conhecidas e visitadas,  temos diversas atrações paisagísticas e arquitetônicas, são elas que fizeram da região um ponto turístico interessante. Passamos por um trecho com alguns bares e restaurantes próximos ao Museu de Arte da Pampulha, mas como estávamos com pouco tempo não entramos. Começamos nossa visita pelo posto de informações ao Turista. Indicamos começar por ali também, pegamos material, mapas e algumas dicas do pessoal. Lá dentro é um pouco mais fresco que do lado de fora, talvez por isso tivemos a companhia de um viralatinha simpático dormindo debaixo da mesa dos folhetos.

Roteiro traçado no mapa, nós fomos conhecer as outras obras do Arquiteto Niemeyer do projeto do então prefeito da época Juscelino Kubitschek. Fomos até a Casa de Baile, na beira da lagoa, uma pequena construção rodeada pelos jardins do também famoso Burle Marx. O local estava abrigando uma pequena exposição não muito interessante, mas foi bacana visitar para conhecer de perto o que sempre estudamos nos livros da escola.

Como já dissemos em alguns posts sobre BH, ela é uma cidade feita da somatória de pequenos atrativos, excluindo a feirinha Hippie de domingo e alguns parques para lazer dos moradores nada é muito exuberante e grande, as construções da lagoa, tem mais importância histórico cultural do que grandeza física. Em seguida circundando a lagoa passamos pelo Iate Tênis Clube, do ladinho do Mineirão e Mineirinho, até chegar a Igreja de São Francisco de Assis, outra obra arredondada do projeto de Niemayer.

O ruim é que fica em frente a um grande parque de diversões, era final de semana, então sem vagas pertinho para estacionar o carro, borá caminhar de novo. A Igreja de São Francisco de Assis é mais um destes pequenos e graciosos atrativos, com mural lateral de Paulo Werneck e painéis (dentro e fora) de Portinari. Além de ser a primeira a ficar pronta é considerada a obra prima das construções da lagoa.

Com o estilo (hoje consagrado) esquisito para época, sem laje e com estrutura arredondada de concreto armado demorou muitos anos até que a fosse considerada realmente uma igreja apta receber as pregações. Sabemos que todo local turístico precisa de arrecadação para se manter aberto e com constante manutenção, mas não gostamos muito de igrejas que cobram entrada. De fora mesmo é possível ter uma boa ideia dos painéis internos que formam a via-sacra.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s